Cartaz para divulta%c3%a7%c3%a3o
COPA TOCANTINS 2016 - Regularidade 2ª Etapa

COPA TOCANTINS 2016 - Regularidade 2ª Etapa

  • 19/06/2016

  • 09:00

  • Paraíso do Tocantins, Paraíso do Tocantins - TO, Brasil(Ver mapa)

COPA TOCANTINS 2016 - 2ª Etapa


- Evento motociclístico de Regularidade.


DATA:  19/06/2016
LARGADA: 09:00
LOCAL: PARAÍSO DO TOCANTINS - TO


CATEGORIAS:
Máster - R$150,00 
Over 40 - R$150,00 
Novato - R$150,00 
Rally - R$110,00 
Carrapato - R$60,00 


Premiação:  Troféu para os 5 (cinco) primeiros colocados nas categorias (Máster-Over40-Novato-Rally), para os carrapatos somente um troféu para um carrapato destaque.


Inscrições disponíveis até 13/06/2016.


REALIZAÇÃO: TOCANTINS OFF-ROAD
CONTATO: Kennedy Fagundes Bastos
                   (63) 9973-5688 zap  /  8426-3922





O desconto de 50% para atletas com mais de 60 anos não está disponível para inscrições pela internet. Consulte o regulamento ou entre em contato conosco para saber como realizar sua inscrição com desconto.


Formas de pagamento disponíveis

  • Créditos da central
  • Cartão de crédito

Enduro de Regularidade 100.0Km

R$ 60,00
Categorias
  • MÁSTER
  • CARRAPATO
  • RALLY
  • NOVATO
  • OVER 40

REGULAMENTO SUPLEMENTAR

COPA TOCANTINS 2016

ENDURO DE REGULARIDADE

PALMAS/TO  -  2ª ETAPA

 

1 – OBJETIVO

Este Regulamento Suplementar destina-se a normatizar a 2ª etapa de enduro de Regularidade da COPA TOCANTINS 2016 que acontecerá em Paraíso do Tocantins, Estado do Tocantins, com motos devidamente apropriadas.

2 – DEFINIÇÃO

A TOCANTINS OFF-ROAD coordenará, na data de 19/06/2016, a 2ª etapa da COPA TOCANTINS na cidade de Paraíso do Tocantins, Estado do Tocantins. A prova acontecerá em 02 (duas) etapas para a soma de pontos, sendo que a divisão do dia da prova será definida pela organização, devendo dividi-la em um Neutralizado, aproximadamente no meio da prova.

3 – CATEGORIAS

a)    Categoria "A" Moto - Máster – Pilotos que já tenham experiência de navegação e pilotagem e ainda munidos de equipamentos próprios navegação;

b)    Categoria "B" Moto – Over 40 - Qualquer piloto inscrito que não tenha idade igual ou superior a 40 anos, munidos de equipamentos próprios navegação;

c)    Categoria "C" Moto - Novato - Qualquer piloto inscrito que não tenha muita experiência de navegação e ainda esteja munidos de equipamentos próprios navegação;

d) Categoria “D” Moto - Rally – Para qualquer piloto inscrito que não tenha equipamentos próprios de navegação, como navegador e road-book, e que desejam conhecer a modalidade; (ESSA CATEGORIA É EXPERIMETAL, portanto vai depender da primeira etapa se ela continuará no campeonato).

E) Categoria “E” Moto - Carrapato – Para qualquer piloto inscrito que não tenha equipamentos próprios de navegação, como navegador e road-book, e que desejam conhecer a modalidade;

Cada piloto é responsável pela sua inscrição na categoria correta e deverá participar da COPA TOCANTINS todo em uma mesma categoria, sendo que se o piloto vier a optar pela mudança de categoria durante o campeonato ou for obrigado a isto por qualquer motivo, perderá os pontos da prova em que competiu pela categoria errada.

4 – INSCRIÇÃO

O valor da inscrição para a Prova será: até o dia 12/06/2016, via internet no site: www.centraldacorrida.com.br.

R$ 150,00 (cento e cinqüenta reais), para as categorias "A" - Moto-Máster, “B” Moto–Over40 e “C” Moto–Novato;

R$ 110,00  (cem e dez reais), para a categoria “D” - Moto–Rally;

R$ 60,00  (sessenta reais), para a categoria “E” - Moto–Carrapato;

 

O valor da inscrição para a Prova será: após o dia 12/06/2016, na Balau Racing em Palmas-TO ou na hora do Briefing.

R$ 180,00 (cento e oitenta reais), para as categorias "A" - Moto-Máster, “B” Moto–Over40 e “C” Moto–Novato;

R$ 130,00  (cem e dez reais), para a categoria “D” - Moto–Rally;

R$ 60,00  (sessenta reais), para a categoria “E” - Moto–Carrapato;

a)    Os pilotos inscritos na categoria “A”, “B” e “C” terão direito ao café da manhã, uma camiseta promocional do evento e uma planilha e o uso dos GPS Totem. Os pilotos inscritos na categoria “D” terão direito ao café da manhã, uma camiseta promocional do evento e o uso dos GPS Totem. Os pilotos inscrito na categoria “E” terão direito ao café da manhã e uma camiseta promocional do evento;

b)    Ao assinarem a Ficha de Inscrição, os pilotos eximem a TOCANTINS OFF-ROAD, o diretor de prova, apoioadores e patrocinadores da prova de toda e qualquer responsabilidade por dano de qualquer espécie que venha causar a terceiros e/ou a si próprio, antes, durante e após o desenrolar da competição;

c)    Para os pilotos, durante a prova, são obrigatórios o uso dos seguintes itens de segurança: capacete, óculos ou viseiras, luvas, botas, roupas resistentes, joelheira e cotoveleira, todos específicos para motociclismo off-road;

d)    A direção de Prova poderá impedir a largada, ou continuação na Prova, de piloto e/ou moto que não estiver em conformidade com o que estabelece este Regulamento.

e) Na categoria “D” – Moto Rally, o piloto seguirá um outro piloto de uma das categorias anteriores desde que este autorize e sairá no mesmo tempo do mesmo e os concorrentes dele poderão estar em outra categoria de navegação. Levanto consigo os GPS para apuração da sua performance.

 

5 - ORDEM DE LARGADA

A ordem de largada dos pilotos, para as categorias “A”, “B” e “C”, será através de sorteio público, durante o briefing que acontecerá véspera à prova. A categoria conforme explicado no item anterior;

a) O piloto que se inscrever após o sorteio, este terá a sua largada no final de sua categoria;

b)  Intervalo de largada entre os concorrentes será definido pela direção de prova, não podendo ser inferior a 20 segundos. O intervalo na Categoria "A" (Máster) poderá ser o dobro das outras categorias, ou seja, se o intervalo usado na prova for de 30 segundos, os pilotos desta categoria largarão de 1 em 1 minuto;

c)  Deverão largar na ordem: Máster, Over 40 e Novato. A categoria Rally como explicado no item anterior . Na categoria Carrapato, os pilotos deverão junto com um piloto guia;

d)  A critério da direção da prova poderão ser deixados números vagos, de acordo com a necessidade.

e) De uma categoria para outra haverá um intervalo de tempo de 5 minutos. Os carrapatos largarão 20 minutos depois do último piloto da categoria da Novato.

f) De uma categoria para outra haverá um intervalo de 5 minutos;

g) A categoria “E” largará guia por 1 (um) piloto da organização. E, largarão após 20 minutos depois do último piloto da categoria “C”.

6 - CONSTITUIÇÃO DA PROVA

A Prova constitui-se de trechos de Regularidade, Neutralizados, Deslocamentos.

a)    Trecho de Regularidade: são os trechos que têm definida uma ou mais velocidade média, e na qual cumpre ao piloto manter-se com a melhor precisão possível;

b)    Neutralizado: é um ponto do roteiro, em que é dado um tempo de parada;

c)    Deslocamento: é um trecho em que é dado um tempo máximo para ser percorrido. Nele, não há média horária definida, sendo normalmente usado para travessias de locais povoados ou de grande perigo. Para efeito de calculo deste tempo, um valor de no máximo, equivalente a uma média de 30 Km/h, no caso de deslocamento em estradas de asfalto ou vias rápidas esta média poderá ser aumentada, mas nunca excessivamente, sendo que o piloto sempre deverá ter tempo sobrando para cumprir o deslocamento. Nestes trechos de deslocamento, o piloto deve seguir rigorosamente as leis de transito;

8 - ALTERAÇÕES NO ROTEIRO

a) No caso de algum imprevisto natural, com rio cheio, barreira ou nova estrada, por exemplo, que impossibilite a passagem ou provoque alguma alteração do roteiro, corre por conta dos concorrentes procurar os meios que o conduzam o mais brevemente ao roteiro original. Seus tempos ideais permanecerão os mesmos, desde que o imprevisto tenha ocorrido a todos os pilotos da categoria. No caso do imprevisto acontecer no meio de uma categoria, os PC's afetados por esta situação devem ser cancelados para esta categoria, uma vez que não houve igualdade de condições para todos os pilotos da categoria.

b) No caso de impossibilidade de continuação no roteiro, por ação de agentes externos à Prova, não identificados em 15, como proprietários dos caminhos ou autoridades policiais serão anulados os PC's colocados além deste ponto, para as categorias afetadas pelo ocorrido. A critério da Direção da Prova, e de acordo com as características do trajeto, os PC's colocados além do neutro mais próximo, poderão ser validados.

9 - ALTERAÇÕES NA PROVA

Em caso de mudança de horários por força maior ou motivos técnicos, o diretor da prova deverá comunicar imediatamente, pelos meios disponíveis, a todos os pilotos inscritos. Se por qualquer motivo de força maior, ou de segurança, a Prova não poder ser realizada, o diretor de prova, os organizadores e patrocinadores não serão obrigados a nenhuma indenização, além da devolução das inscrições já pagas.

10 - CRONOMETRAGEM – POSTOS DE CONTROLE

a)    A cronometragem será feita com base no horário padrão de GPS;

b)    A coleta de dados será feita com os GPS Rastro, da Totem, em segundos e através de interpolação alcançará a precisão de centésimos de segundos. O competidor terá seu tempo registrado, ao passar no ponto geodésico (way poit) que a Direção de Prova definiu no local do PC. A interpolação será feita entre os dois pontos mais próximos anterior e posterior a linha da barreira em cada PC. Para efeito do cálculo de pontos perdidos o tempo será em segundos;

c)    O(s) equipamento(s) será(ão) fornecido(s) pela organização antes da largada da prova e deverá(ão) ficar junto ao corpo do competidor em pochete, bolso, mochila ou similar;

d)    O competidor deverá assinar um termo de responsabilidade, no momento da entrega do(s) equipamento(s), onde assume a total responsabilidade sobre o(s) mesmo(s). Caso o competidor não devolva o equipamento em condições de funcionamento ao final do evento, independentemente do motivo (roubo, perda, danos propositais ou não, etc..) o mesmo deverá reembolsar o valor especificado no termo de responsabilidade para a organização em até no máximo 10 dias corridos após a realização da prova;

e)    Os GPS’s Rastros serão devolvidos na chegada do competidor, ou em local especificado pela organização, informado na planilha. Caso o(s) aparelho(s) não for(em) devolvido(s) no local determinado pela organização em até 30 (trinta) minutos além do horário ideal do final da prova (de cada competidor) o concorrente será desclassificado, sem direito a reclamação;

f)    É da responsabilidade do competidor a devolução do(s) aparelho(s). Ainda que desclassificado, mesmo após o prazo, caso contrário será cobrado o valor definido no termo de responsabilidade;

g)    PC de tempo visa conferir a navegação (manutenção da média) e será sempre, também de roteiro. O PC de tempo vale até 1.800 (mil e oitocentos) pontos;

h)    A tolerância para atrasado ou adiantado será de 3'' (três segundos) para todas as categorias;

i)    O Concorrente perde 1 (um) ponto por segundo atrasado em relação há sua hora ideal de passagem pelo PC, até 15 minutos de atraso, descontada a tolerância de 3" (três segundos). Além deste tempo de atraso e até 30'03" de atraso, serão imputados 900 (novecentos) pontos fixos. Além de 30'03" de atraso, ou não passando no PC, o concorrente perde 1.800 (mil e oitocentos) pontos;

j)    O Concorrente perde 3 (três) pontos por segundo adiantado. Descontada a tolerância de 3” (três segundos), em relação há sua hora ideal de passagem pelo PC. Além de 5'3’’ (cinco minutos e três segundos) adiantamento, o piloto perde 1800 (mil e oitocentos) pontos;

k)    Os PC's poderão ser anulados por categoria;

l) Para efeito de contagem de pontos perdidos, no caso de haver mais de uma anotação de passagem, valerá a primeira passagem do concorrente pelo PC.

11 - CANCELAMENTO DE PC

Se confirmado erro na planilha (pela Organização), somente terão validade os PC’s localizados após o 2° (segundo) PMM subseqüente ao erro. Entende-se também como PMM os neutralizados técnicos. Caso a organização considere este trecho insuficiente, poderá estender a não validade dos PC's por mais alguns trechos, a critério exclusivo da Direção de Prova;

a)    No caso de algum imprevisto que impossibilite a continuação no roteiro, por ação de agentes externos à Prova, como; rio cheio, barreira, nova estrada, proprietários dos caminhos, autoridade polícia, etc, corre por conta dos concorrentes procurar os meios que o conduzam o mais brevemente ao roteiro original. Seus tempos ideais permanecerão os mesmos. Caso o imprevisto aconteça no meio de uma categoria, os PC's afetados por esta situação em diante, deverão ser cancelados para esta categoria, uma vez que não houve igualdade de condições para todos os pilotos da categoria. A critério da Direção da Prova, e de acordo com as características do trajeto, os PC's colocados além do neutro mais próximo, poderão ser validados, mesmo que o imprevisto tenha ocorrido no meio de uma categoria;

b)    Considera-se erro de tempo acumulado para cancelamento de PC, somente aquele erro anterior ao PC, sendo desconsiderado erro no fechamento do PMM.

12 - PONTUAÇÃO

a)    A pontuação a ser atribuída, em cada uma das duas Etapas da Prova será:

01° lugar 25 pts / 06° lugar 15 pts / 11° lugar 10 pts / 16º lugar 5 pts
02° lugar 22 pts / 07° lugar 14 pts / 12° lugar 09 pts / 17º lugar 4 pts
03° lugar 20 pts / 08° lugar 13 pts / 13° lugar 08 pts / 18º lugar 3 pts
04° lugar 18 pts / 09° lugar 12 pts / 14° lugar 07 pts / 19º lugar 2 pts
05°   lugar      16    pts    /     10°    lugar     11    pts    /     15°     lugar    06    pts     /     20º    lugar    1    pt;

b) A pontuação por etapa será feita por ordem crescente de pontos perdidos durante a competição. A quem perder o menor número de pontos, cabe o primeiro lugar, e assim sucessivamente;

c)    Para receber os pontos da etapa o piloto deverá passar em pelo menos 1 PC válido da referida etapa, na primeira parte e segunda parte independentemente;

d)    Caso os GPS’s que o piloto usou em alguma etapa derem pane, forem quebrados, o Piloto não terá classificação na prova.

e)    Ao final da Prova, serão proclamados Campeões, os pilotos que tiverem o maior número de pontos, da somatória das duas etapas, após o descarte do seu 1 (um) pior resultado dos PC’s válidos atrasados em cada Etapa da Prova.

13 - CLASSIFICAÇÃO DA ETAPA E DA PROVA

A classificação nas etapas e na prova será exclusivamente por categorias;

MOTO (categorias: “A”, “B”, “C” e “D”) – A classificação em cada etapa será feita pela somatória dos pontos perdidos naquela etapa, sendo que o menor número de pontos caberá ao primeiro lugar, e assim sucessivamente. E para a classificação na prova será feita pela somatória dos pontos ganhos das 02 (duas) etapas, sendo que o maior número de pontos caberá ao primeiro lugar, e assim sucessivamente.

A) A classificação em cada etapa será definida pelo menor número de pontos perdidos por cada piloto na sua respectiva categoria. Em caso de empate será decidido a favor do piloto que tiver melhor desempenho naquela etapa, ou seja, aquele que tiver maior número de PC's com 0 (zero) ponto perdido na etapa. Persistindo o empate, deve-se passar para menor pontuação nos PC's em ordem inversa durante aquela etapa, do ultimo ao primeiro e assim sucessivamente. Persistindo o empate, será refeito o cálculo, somente para os pilotos empatados, retirando a tolerância e aplicando a regra. Ainda persistindo, a vitória será dada ao piloto mais idoso. Mesmo assim o empate persistir, será feito um sorteio público para identificar o vencedor.

c)    Na classificação da prova será definida pelo soma de pontos ganhos nas duas etapas obtidos por cada piloto. Em caso de empate, o critério de desempate é a melhor colocação na segunda etapa.  Exemplo: competidor 1:  20 + 17 =  37 pontos, competidor 2: 17 + 20  = 37 pontos, vencedor: competidor 2)

d)    O Piloto NÃO TERÁ CLASSIFICAÇÃO NA PROVA, caso o GPS seja quebrado, ou mesmo por algum motivo não possa ter seus dados lidos, ou pane.

14 - DEVERES DO PILOTO/NAVEGADOR

a)    Manter o mais alto espírito desportivo para com os demais concorrentes, antes, durante e após a competição;

b)    Devolver o(s) Aparelho(s) de GPS no final da prova, mesmo após o limite de 30 (trinta) minutos para a desclassificação do piloto;

c)    Caso de quebra, perda ou não devolução, por qualquer motivo, do(s) aparelho(s) de GPS Rastro que o piloto usou durante a prova, Reembolsar o Organizador responsável perante a empresa Totem pela não devolução do(s) mesmo(s), pelo valor do Termo de Responsabilidade que o piloto assinou;

d)    Respeitar todas as disposições constantes no presente Regulamento.

e) Assim que o piloto chegar no fim da prova, este entregará imediatamente à Secretaria da Organização os GPS Totem para apuração;

15 – PENALIZAÇÕES

Nas Provas, os pilotos poderão ser penalizados pelas seguintes faltas:

a)    Informação errada ou incompleta na ficha de inscrição: desclassificação;

b)    Manobras desleais contra outros concorrentes: advertência, punição ou desclassificação, a critério da Organização;

c)    Troca de moto durante a Prova: desclassificação;

d)    Alteração, supressão ou inclusão de inscritos nos adesivos oficiais: desclassificação;

e)    Cortar caminho por cima de plantações, cortar cercas e outros atos contra propriedade privada: desclassificação;

f)  Chegar no PC por sentido contrário ou por caminho diferente do roteiro: 900 pontos e seu tempo anotado no ato da infração, esta penalização reflete que o piloto em questão perdeu o PC de roteiro, por estar em um trajeto diferente ao especificado na planilha;

g)    Desrespeito às leis de trânsito, andar pela contra mão, avançar sinal, etc: 900 pontos;

h)    Pilotagem perigosa, excesso de velocidade, exibicionismo, em localidades habitadas, etc.: 900 pontos.

Nas Provas, os pilotos poderão ser penalizados pelas seguintes faltas:

16 - TROFÉUS DA PROVA

A premiação deverá ser fornecida referente à Prova como um todo, pela somatória dos pontos ganhos nas duas etapas. Serão conferidos troféus, para:

·         05  (cinco) primeiros colocados da Categoria "A" -Máster;

·         05  (cinco) primeiros colocados da Categoria "B" – Over 40;

·         05 (cinco) primeiros colocados da categoria “C” – Novato;

·         05 (cinco) primeiros colocados da categoria “D” – Rally;

E, ainda:

·         01 (um) troféu para um participante da Categoria “E” – Moto - Carrapato a ser escolhido e decidido pelo demais competidores das outras categorias juntamente com a organização.

17 - RECLAMAÇÕES E PROTESTOS

a)    Qualquer Reclamação ou Protesto deverá ser apresentado a Organização da Prova no prazo máximo de 15 minutos após entrega da planilha de desempenho;

b)    Somente o piloto envolvido poderá entrar com Reclamações ou Protesto, respeitando rigorosamente os horários limites para tais reclamações, após estes horários não serão mais aceitos;

c)    Reclamações contra a prova ou piloto, deverão ser entregues por escrito à Organização, até 30 (trinta) minutos após o horário de chegada do piloto;

d)    Se a Organização não puder dar solução ao Protesto, em até 30 (trinta) minutos após o prazo máximo para recebimento dos mesmos, deverão ser marcados o local e data para solução da (s) questão (ões), após este prazo, e a referente solução, o resultado será considerado oficial, e de maneira nenhuma não poderá ser mais alterado;

18 – DISPOSIÇÕES GERAIS

a)    Os competidores correm por conta e riscos próprios, não se responsabilizando os Organizadores, os Patrocinadores, nem autoridades desportivas e pessoas em serviço na Prova, por qualquer acidente que ocorra;

b)    A apuração dos resultados poderá ser acompanhada por no máximo 2 (dois) competidores da prova, sendo um de cada categoria, estes devendo fazer o pedido para o Diretor de Prova, no ato da retirada de seu material da Prova;

c)   Na realização da prova, a organização assegura da passagem durante a Prova de após a largada do último piloto, um “Limpa Trilha”;

d)    Os casos dúbios, não previstos, incorreções e divergências na interpretação do presente Regulamento serão decididas pela Organização – Equipe OFF-ROAD, caso estes julguem necessário pelos Pilotos.

19 – COMPETÊNCIAS

Compete ao Diretor de Prova:

•   Decidir pela validade ou não, de PC situado após erro de planilha;

•  Decidir pela validade ou não, de PC situado após ação de agentes não naturais sobre concorrentes;

•  Decidir pela aceitação ou não, de recurso impetrado por concorrente, contra outro concorrente;

•   Desclassificar e / ou penalizar piloto(s) por infração ao Regulamento;

•   Disponibilizar em todo o percurso apoio de limpa trilha realizada por 02 (dois) para resgate de pilotos com problemas mecânicos a ser socorrido até uma estrada vicinal para depois ser resgatado por carro de apoio;

•  Decidir pela aceitação ou não de recurso contra resultado.

 

Palmas (TO), maio de 2016.

 

Kennedy Fagundes Bastos

Diretor de Prova
À Organização – TOCANTINS OFF ROAD.

Briefing:  

Na BALAU RACING em Palmas-TO às 12hs.  
E em Paraíso do Tocantins-TO às 19:30, local a ser informado posteriormente.

Patrocinadores

Patrocinadores

Evento organizado por:

KENNEDY FAGUNDES BASTOS

KENNEDY FAGUNDES BASTOS